************IMG-20181111-085420-403**********DONT-STOP-BANNER

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

"Eterno são os batimentos de um amor que grudou num coração." (Jota Cê - Néctar da Flor)



Eu nunca vou amar dessa maneira novamente
(I'll Never Love This Way Again-Dionne Warwick)

Você olhou dentro das minhas fantasias
E fez cada uma virar realidade
Algo que ninguém jamais descobriu como fazer
Eu guardei as memórias uma a uma
Desde que você me acolheu
Eu sei, eu nunca vou amar dessa maneira novamente


Eu sei, eu nunca vou amar dessa maneira novamente
Então, eu continuo me segurando antes que o bom se vá
Eu sei, eu nunca vou amar dessa maneira novamente
Me manterei firme, me manterei firme,me manterei firme

Um tolo perderá o amanhã
tentando alcançar o ontem
Eu não baixarei minha cabeça na tristeza
Se você tiver que ir embora

Eu vou ficar aqui e lembrar o quão bom tem sido
E eu sei, eu nunca amarei dessa maneira novamente

Eu sei, eu nunca vou amar dessa maneira novamente
Então, eu continuo me segurando antes que o bom se vá
Eu sei, eu nunca vou amar dessa maneira novamente
Me manterei firme, me manterei firme, me manterei firme


One heart/chest glowing and one not

I'll Never Love This Way Again
(Dionne Warwick)

You looked inside my fantasies
And made each one come true
Something no one else had ever found a way to do
I kept the memories one by one
Since you took me in
I know I'll never love this way again

I know I'll never love this way again
So I keep holding on before the good is gone
I know I'll never love this way again
Hold on, hold on, hold on

A fool would lose tomorrow
Reaching back for yesterday
I won't turn my head in sorrow
If you should go away

I'll stand here and remember
Just how good this been
And I know I'll never love this way again

I know I'll never love this way again
So I keep holding on before the good is gone
I know I'll never love this way again
Hold on, hold on, hold on.



Resultado de imagem para dionne warwick ill never love this way againResultado de imagem para dionne warwick ill never love this way again

I'll Never Love This Way Again é uma canção interpretada pela cantora 
Dionne Warwick. 
Marie Dionne Warwick, (East Orange, Nova Jersey, 12 de dezembrode 1940 ) 
É prima em segundo grau da cantora Whitney Houston. Esta canção foi 
originalmente gravada em 1979 para o seu álbum Dionne. Foi regravada em 
1999 pela cantora Regine Velasquez ; em 2012 foi regravada pela cantora 
brasileira-britânica Jesuton para a trilha sonora da novela "Salve Jorge" e 
para o seu primeiro EP Because You Loved Me. A canção se tornou muito 
conhecida pelo YouTube e se tornou uma das mais pedidas. Dionne elogiou 
a cantora por ter regravado a canção e ela disse "Ela tem uma voz boa, perfeita,
a canção ficou linda na versão dela (Jesuton)". E em 2016 foi regravada por 
Gary Valenciano

Gif

http://dontstopthemusic.com.br/Musicas/Internacionais/3_-_Sweet_Memories/Dionne_Warwick_-_In_Love_Alone_MS.mid

Gif


O fantasma do meu coração


~ Soneto 18 ~

Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno.

Às vezes brilha o Sol em demasia
Outras vezes desmaia com frieza;
O que é belo declina num só dia,
Na terna mutação da natureza.

Mas em ti o verão será eterno,
E a beleza que tens não perderás;
Nem chegarás da morte ao triste inverno:

Nestas linhas com o tempo crescerás.
E enquanto nesta terra houver um ser,
Meus versos vivos te farão viver.
(William Shakespeare)

Ellos eran tan distintos... él era frío como el invierno y ella emitía calor como el verano pero cada vez que se abrazaban formaban una primavera perfecta. .. Busquen ese complemento ese algo que los estabilice sentimentalmente. .. #amordletras  una cuenta para expresar pequeños y hermosos pensamientos siguenos   #amorpropio #amor #vida #novios #tumblr#libros #frases #novio #novia #reflexion #happy #you #parejas #tuyyo #colombia #mama #amordemama


Amor eterno...

Era uma vez uma história de encantar,
Onde o tempo parado dá lugar a amor eterno,
Onde a simples brisa do teu soprar,
Me dá vida para a vida enfrentar.

Era uma vez uma história apaixonada,
Onde sonhos de aroma por cheirar,
Dão lugar a fadinhas da terra do nada,
E tudo acaba por uma ilusão se tornar.

Era uma vez uma pequena história,
Onde tudo que antes no tempo parado estava,
O fim acabou por encontrar,
Vagueando por essas imensas estradas,
Que eu nunca irei alcançar.

Era uma vez uma história como tantas outras mais.
Onde amor repleto de sonhos por viver,
Dão lugar a saudades de pesadelos que tristemente acabo por recordar,
Mas que teimosamente insisto em não esquecer,
Como se o simples gesto de amar,
Dependesse desses papeis que o tempo veio deixar. 
Era uma vez uma história que me estou a esquecer.
Onde tudo era algo que já me esforço por lembrar,
Onde amor, desprezo acabou por restar,
E uma linda história por escrever ficar.

Era uma vez uma história ... ou não?
Lembras-te?
Eu esqueci pois então...
(Diogo Maia)

passion


AMOR INVENTADO 

É preciso inventar uma paixão 
para fazer um poema de saudade 
que supere as odes ao amor 
de Neruda, Vinicius ou Rimbaud... 

Sem contudo, me valer da pobre rima 
pois prefiro, em tese, a liberdade 
sobre um vício que tem todo poeta 
sucumbir à inflável vaidade. 

Inventar uma paixão é coisa fácil e vulgar 
ora em vida, quase tudo e inventado 
mas o amor, aquele que faz chorar 

Este sim, não se pode prescindir da poesia 
só se vive uma vez, em vida ou morte 
e com sorte, vamos atrás desta vã filosofia. 
(Evan do Carmo 31/03/2018)


Nenhum comentário:

Postar um comentário