************IMG-20181111-085420-403**********DONT-STOP-BANNER

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

"Das lembranças que eu trago na vida, você é a saudade que eu gosto de ter... Só assim sinto você bem perto de mim...Outra vez..." (Roberto Carlos)

"Pobre velha música!
Não sei por que agrado,
Enche-se de lágrimas
Meu olhar parado..."
(Fernando Pessoa-Pobre velha música)




Nattyskip new pop art

Agarre-se às noites
(Hold On To The Nights-Richard Marx)

Só quando eu acreditava
Eu não poderia querer mais nada
Esse mundo sempre em mudança
Empurra-me por outra porta
Eu vi você sorrindo
E a minha mente não consegue apagar
A beleza do seu rosto
Só por um instante
Não me deixaria abriga-la?

Agarre-se às noites
Agarre-se às lembranças
Eu gostaria de poder te dar algo mais
Eu poderia ser seu.

Como podemos explicar?
Algo que nos toma de surpresa
Promessas em vão
O amor que é real, mas disfarçado
O que acontece agora?
Quebramos outra regra?
Que todos os amantes jogam de tolos
Eu não sei como
Para parar de me sentir assim

Agarre-se às noites
Agarre-se às lembranças
Se ao menos eu pudesse te dar mais

Penso que tenho sido honesto com todos menos para mim
E o modo que eu sinto por você
Faz meu coração ser livre
Toda vez que eu olho em seus olhos me sinto impotente
Que a pessoa que tenho procurado está bem aí

Agarre-se às noites
Agarre-se às lembranças
Eu gostaria de poder te dar algo mais

OOoooooh
Agarre-se às noites



Lounge ● Maria Gadu

Hold On To The Nights
(Richard Marx)


Just when I believed
I'couldn't ever want for more
This ever changing world
Pushes me through another door
I saw you smile
And my mind could not erase
The beauty of your face
Just for a while
Won't you let me shelter you

Hold on to the nights
Hold on to the memories
I wish that I could give you something more
I could be yours

How do we explain
Something that took us by surprise
Promises in vain
Love that is real but in disguise
What happens now
Do we break another rule
That all lovers play the fool
I don't know how
To stop feeling this way

Hold on to the nights
Hold on to the memories
If only I could give you more

Well I think that I've been true to everybody else but me
And the way I feel about you
Makes my heart long to be free
Everytime I look into your eyes I'm helplessly
aware
That the someone I've been searching for is right there

Hold on to the nights
Hold on to the memories
I wish that I could give you more

Oooooooh
Hold on to the night


Resultado de imagem para richard marx hold on to the nights



   
Richard Noel Marx (Chicago, 16 de setembro de 1963) é um cantor
e compositor pop muito famoso desde os anos 1980 com a canção 
"Right Here Waiting".
'Hold on to the nights' (1987) é uma balada do americano cantor,
compositor e músico Richard Marx.
Este foi o quarto e último single lançado de seu álbum de estreia
auto-intitulado , e o primeiro a alcançar o número um na Billboard
Hot 100 dos EUA.

A música foi relançada em inúmeros álbuns e está incluída no DVD
ao vivo de Marx, A Night Out with Friends (2012)



http://dontstopthemusic.com.br/Musicas/Internacionais/Richard_Marx/Hold_on_to_the_night_MS.mid


Skin by Nush Menna on ARTwanted
Soneto 30


Quando à corte silente do pensar
Eu convoco as lembranças do passado,
Suspiro pelo que ontem fui buscar,
Chorando o tempo já desperdiçado,


Afogo olhar em lágrima, tão rara,
Por amigos que a morte anoiteceu;
Pranteio dor que o amor já superara,
Deplorando o que desapareceu.


Posso então lastimar o erro esquecido,
E de tais penas recontar as sagas,
Chorando o já chorado e já sofrido,


Tornando a pagar contas todas pagas.
Mas, amigo, se em ti penso um momento,
Vão-se as perdas e acaba o sofrimento.


William Shakespeare




Mistery Duvet Cover by Rafael Salazar.  Available in king, queen, full, and twin.  Our soft microfiber duvet covers are hand sewn and include a hidden zipper for easy washing and assembly.  Your selected image is printed on the top surface with a soft white surface underneath.  All duvet covers are machine washable with cold water and a mild detergent.
De que são feitos os dias?

De que são feitos os dias?
- De pequenos desejos,
vagarosas saudades,
silenciosas lembranças.

Entre mágoas sombrias,
momentâneos lampejos:
vagas felicidades,
inatuais esperanças.

De loucuras, de crimes,
de pecados, de glórias
- do medo que encadeia
todas essas mudanças.

Dentro deles vivemos,
dentro deles choramos,
em duros desenlaces
e em sinistras alianças...

Cecília Meireles
Foto

O Passado é o Presente na Lembrança




Se recordo quem fui, outrem me vejo,
E o passado é o presente na lembrança.
Quem fui é alguém que amo
Porém somente em sonho.
E a saudade que me aflige a mente
Não é de mim nem do passado visto,
Senão de quem habito
Por trás dos olhos cegos.
Nada, senão o instante, me conhece.
Minha mesma lembrança é nada, e sinto
Que quem sou e quem fui
São sonhos diferentes.


Ricardo Reis, in "Odes"
Heterónimo de Fernando Pessoa