°°°°°°°°°°°minha3.jpg°°°°°°°°°°°° ImageChef Custom Images

domingo, 9 de março de 2014

"E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música."(Friedrich Nietzsche)



"...De tudo ficaram três coisas...
A certeza de que estamos começando...
A certeza de que é preciso continuar...
A certeza de que podemos ser interrompidos
antes de terminar...
Façamos da interrupção um caminho novo...
Da queda, um passo de dança...
Do medo, uma escada...
Do sonho, uma ponte...
Da procura, um encontro!"
(Fernando Sabino)




Dança comigo
(Dance whit me- Johnny Reid)

Posso ver nos seus olhos
Você teve um longo dia
vamos fechar as portas
Puxe para baixo as sombras
Vire uma música
um copo de vinho tinto Pobre doce
Deixe as velas queimarem, coloque sua mão na minha
Dança comigo
Não diga uma palavra, apenas dança comigo
Deixe o mundo lá fora desaparecer.
Baby, o que temos
é tudo que precisamos
Dança comigo
Meu beijo de despedida
Será na luz da manhã
Posso às vezes não chegar em casa
E lá fora está frio e escuro
Baby aqui estamos nós, estamos juntos sozinhos
Nós finalmente encontramos um momento
Podemos chamar de nosso
Dança comigo
Não diga uma palavra, apenas dança comigo
Deixe o mundo lá fora desaparecer. Baby
Baby, o que temos, é tudo que precisamos
Dance comigo, basta fechar os olhos, dança comigo
Segure-se firme, vamos devagar
e não deixe ir
Dança comigo
Dança comigo
Não diga uma palavra apenas dança comigo
Deixe o mundo lá fora desaparecer. Baby
o que temos, é tudo que precisamos
Dança comigo
Dança comigo
Dança comigo




Dance With Me
(Johnny Reid)
 
I can see it in your eyes
You've had a long day
let's lock the doors
Pull down the shades
Turn some music on
Poor a glass of sweet red wine
Let the candles burn put your hand in mine
Dance with me
Dont say a word, just dance with me
Let the world outside dissapear
Baby, what we got
is all we need
Dance with me
I kiss you goodbye
In the early morning light
Some times i dont get home
'till its cold and dark outside
Baby here we are, were together all alone
We've finally found a moment
We can call our own
Dance with me
Dont say a word, just dance with me
Let the world outside dissapear
Baby, what we got, is all we need
Dance with me, just close your eyes, dance with me
Hold on tight, lets take it slow
and dont let go
Dance with me
Dance with me
Dont say a word just dance with me
Let the world outside dissapear
baby what we got, is all we need
Dance with me
Dance with me
Dance with me



John (Johnny) Kirkland Reid (nascido em 21 de agosto de 1974 em Lanark,
na Escócia, Reino Unido).É um artista de música country que traçou vários
singles de sucesso no Canadá. Reid se mudou para o Canadá em julho de 1988,
quando ele tinha 13 anos. Seu pai, um mecânico diesel, queria dar Reid e
seu irmão oportunidades ele não achava que eles teriam na Escócia.
Reid passou a estudar na Universidade de Bishop em Lennoxville, Quebec.
Reid se mudou para Nashville, Tennessee para fazer música country.
Ele e sua família residem em Nashville. Ele foi indicado para o Juno Award 2008
para a gravação Country Recording of the Year for Kicking Stones.
Reid foi nomeado Artista Masculino do Ano, tanto a de 2008 e 2009 CCMA Awards.
Atuou também nas celebrações do dia de Canadá no parlamento em 1 de
Julho de 2010, que a rainha e o príncipe Philip estavam presentes.






MUDANÇA...
MU...DANÇA
...MUDA!

Na dança da mudança só não se alcança
quem no ritmo da mudança não se lança
Muda o mundo e todo mundo muda
quem não muda fica mudo para o mundo
O sujeito que rejeita as mudanças
E sempre diz não às variâncias
nem se sujeita a perceber
que já está mudando de mundo sem querer
A mudança muda e muda sem se fazer notar e
Vai continuar a mudar
E de tão silenciosa fica muda
E muda não responde aos gritos de socorro
Dos que não querem mudar!
(José Guilherme S. Filho)


UNO

Nossos corpos se acalmam e se exaltam.
Num contato tão intenso e magnifico,
Que é dança, é arte, é vívido.
Movimento e sensação, sentimento.
Enquanto nossos rostos são vistos, são lidos.
Entre dedos e olhos atrevidos.
Nossas bocas se provocam e degustam.
Dentes e mordidas a todo custo.
O seu pudor, seu medo é meu abuso.
E meu susto, absurdo é seu conteúdo.
Me complementa, me alimenta.
Transforma minhas certezas em tormenta.
Cabelos, pele, unhas e beijos.
Partes cheias de vontades, desejos.
Justificam os hematomas e as palavras sobre tudo.
Receios, medos, sustos, sugestões, sonhos, mundo.
Num momento onde os dois não se anulam.
Mas por sentir e transmitir, formam algo uno.
(Chatterton Casanova du Bocage)



A DANÇA

Não te amo como se fosse rosa de sal, topázio
ou flecha de cravos que propagam o fogo:
te amo secretamente, entre a sombra e a alma.
Te amo como a planta que não floresce e leva
dentro de si, oculta, a luz daquelas flores,
e graças a teu amor vive escuro em meu corpo
o apertado aroma que ascender da terra.
Te amo sem saber como, nem quando, nem onde,
te amo diretamente sem problemas nem orgulho:
assim te amo porque não sei amar de outra maneira,
Se não assim deste modo em que não sou nem és
tão perto que a tua mão sobre meu peito é minha
tão perto que se fecham teus olhos com meu sonho.
(Pablo Neruda)




Dance comigo...
(Joe Luigi)

Amor, com você quero dançar
uma música lenta e romântica...
Abraçadinhos de olhos fechados
sussurar em teus ouvidos, sonhar...
Dançaremos, como se estivéssemos
sobre nuvens macias como algodão
coladinhos, sentirei teu perfume
o calor de seu corpo...
Ao som dos violinos
terei você em meus braços
te direi palavras de amor
Abraçados enamorados fingiremos
que estamos num castelo...
Você será a princesa mais bela
eu o teu príncipe apaixonado
te declararei todo meu amor
meu carinho, amor por você...
Ao som dos violinos,
direi ...amo você!


Nenhum comentário:

Postar um comentário