°°°°°°°°°°°primaverablog.jpg°°°°°°°°°°°° ImageChef Custom Images

domingo, 30 de setembro de 2012

"O trem que chega..é o mesmo trem da partida...A hora do encontro também é...despedida..."


Hora de dizer adeus
(Helene Fischer)

Quando estou sozinho
Sonho com o horizonte
E me faltam palavras,
Sabes-se que não há luz
Em um quarto
Quando não há sol,
Se você não está aqui comigo, comigo.
Pela janela
Mostra a todos o meu coração
Que você pode entrar,
E guarda dentro de mim
A luz que
Você encontrou pelo caminho

É hora de dizer adeus.
Países que eu nunca
Vi nem vivi com você,
Agora sim viverei lá,
Partirei com você
No navio pelos mares
Que, eu o sei,
Não, não, não existem mais,
É hora de dizer adeus.

Quando você está longe,
Sonho com o horizonte,
E me faltam palavras,
E eu sei sim que
Você está comigo, comigo,
Você, minha lua, está aqui comigo,
Meu sol, você está aqui comigo,
Comigo, comigo, comigo.
É hora de dizer adeus.
Países os quais eu nunca
Vi nem vivi com você,
Agora sim viverei lá.
Partirei com você
No navio pelos mares
Que, eu o sei,
Não, não, não existem mais,
Lá eu reviverei com você.
Partirei com você,
Que, eu o sei,
Não, não, não existem mais,
Lá eu reviverei com você.
Partirei com você,
Eu com você
Eu e você!






Time to say goodbye
(Helene Fischer)

When I'm alone
 I dream of the horizon and words fail me.

There is no light in a room where there is no sun
and there is no sun if you're not here with me, with me.
From every window unfurls my heart the heart that you have won.
Into me you've poured the light,
the light that you found by the side of the road.

Time to say goodbye.
Places that
I've never seen or experienced with you.
Now I shall,
I'll sail with you upon ships across the seas,
seas that exist no more,
it's time to say goodbye.

When you're far away
I dream of the horizon and words fail me.
And of course
I know that you're with me, with me.
You, my moon, you are with me.
My sun, you're here with me with me, with me, with me.


Time to say goodbye.
Places that I've never seen or experienced with you.
Now I shall, I'll sail with you upon ships across the seas,
seas that exist no more,
I'll revive them with you.
I'll go with you upon ships across the seas,
seas that exist no more,
I'll revive them with you.
I'll go with you.
You and me




Helene Fischer nasceu em 1984 e passou a infância na cidade siberiana de Krasnoyarsk, antes de emigrar para a Alemanha acompanhando a sua família, de ascendência germânica. Dominando em nível nativo tanto a língua russa como a língua alemã, tornou-se uma entre as mais famosas cantoras de sucesso neste país.

Seus trabalhos artísticos remontam ao ano de 2005. Já conquistou três vezes o prêmio "Echo", equivalente germânico do "Grammy" norteamericano. Ganhou por duas vezes também o cobiçado "Goldene Henne" (galo de ouro) e por duas vezes o "Krone der Volksmusik" (coroa da música popular). Todos os seus álbuns foram agraciados com disco de ouro ou platina.
Helene Fischer é graduada pela Escola de Música e Teatro de Frankfurt, onde estudou música e arte teatral. Suas músicas, que abordam quase sempre temas correlacionados as venturas e desventuras do dia-adia, têm em maioria estilo próximo ao do que se conhece por "música country". Contudo não restringe-se a este ritmo: uma de suas interpretações mais famosas refere-se à capitulação que fez da Ave Maria, com texto em alemão.
Seu círculo de fãs estende-se além das fronteiras da Alemanha, sendo conhecida em praticamente todos os países onde fala-se alemão na europa, incluindo Alemanha, Suiça, Bélgica, Holanda e Escandinávia, entre outros com línguas diversas.




2tealnoteCLR_21244.gif (1864 bytes)
http://www.dontstopthemusic.com.br/Musicas/Internacionais/Helene_Fischer/Time_to_say_goodbye_MS.mid
2tealnoteCLR_21244.gif (1864 bytes)





De Tanto Amor


Ah ! Eu vim aqui amor só pra me despedir
E as últimas palavras desse nosso amor,
você vai ter que ouvir
Me perdi de tanto amor, ah, eu enlouqueci
Ninguém podia amar assim e eu amei
E devo confessar, aí foi que eu errei
Vou te olhar mais uma vez,
na hora de dizer adeus
Vou chorar mais uma vez
quando olhar nos olhos seus, nos olhos seus
A saudade vai chegar e por favor meu bem
Me deixe pelo menos só te ver passar
Eu nada vou dizer
perdoa se eu chorar
(Roberto Carlos)




Serenata do Adeus


Ai, a lua que no céu surgiu
Não é a mesma que te viu
Nascer dos braços meus
Cai a noite sobre o nosso amor
E agora só restou do amor
Uma palavra: adeus

Ai, vontade de ficar
Mas tendo de ir embora
Ai, que amar é se ir morrendo pela vida afora
É refletir na lágrima
Um momento breve
De uma estrela pura, cuja luz morreu

Ah, mulher, estrela a refulgir
Parte, mas antes de partir
Rasga o meu coração
Crava as garras no meu peito em dor
E esvai em sangue todo amor
Toda a desilusão

Ai, vontade de ficar
Mas tendo de ir embora
Ai, que amar é se ir morrendo pela vida afora
É refletir na lágrima
Um momento breve de uma estrela pura
Cuja luz morreu
Numa noite escura
Triste como eu
(Vinicius de Moraes)





"Não há o que lamentar

quando chega o fim do dia
Se despede da sua dor
Diz adeus à sua alegria"
(Arnaldo Antunes)




Amor Sem Adeus


O dia em que você gostar de mim
Será o meu dia mais feliz
Os teus olhos hão de vir de encontro aos meus
Na manhã desse amor sem adeus

Então deste encontro irá nascer
O amor que eu sempre desejei
Os teus olhos hão de vir de encontro aos meus
Na manhã desse amor sem adeus
(Antonio Carlos Jobim)




"Adeus meus sonhos, eu pranteio e morro!

Não levo da existência uma saudade!
E a tanta vida que meu peito enchia
Morreu na minha mocidade !
Que me resta,meu Deus? Morra comigo
A estrela de meus cândidos amores
Já que não levo no meu peito morto
Um punhado sequer de murchas flores !"
(Álvares de Azevedo.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário